Nossa história

Fundado em 2021 por Alexandre Ribeiro, o projeto visa transformar vitórias individuais em coletivas. Alexandre Ribeiro é um jovem da Favela da Torre, em Diadema, é escritor e estudante de literatura em Berlin, fala inglês fluentemente e desenhou o curso com uma metodologia inovadora.

Alexandre começou a aprender inglês em 2014 enquanto limpava banheiros de hotéis durante a Copa do Mundo no Brasil. Seis anos após começar a aprender o idioma, conquistou uma bolsa integral para estudar literatura no Bard College Berlin, onde estuda atualmente. Já na Alemanha, ele se deparou com uma matéria que dizia que apenas 5%da população falava inglês e, ao pesquisar, notou que essa pesquisa não levava em consideração pessoas periféricas de classe C, D e E. Indignado com essa realidade, Alexandre começou a oferecer aulas gratuitas em 2021 para validar a metodologia e validar o projeto, até chegar na primeira turma presencial na casa do Hip Hop em Diadema.

Após dar start na iniciativa e colher bons feedbacks, iniciou o desenvolvimento da plataforma do curso e a passou oferecer bolsas para uma modalidade iniciante para o curso de inglês online, chegando assim a mais de 1.400 alunos, contabilizando pagantes e bolsistas.

Hoje a Da Quebrada Pro Mundo conta com 17 colaboladores, pessoas que fazem essa história acontecer e ir adiante
Write your awesome label here.

Epistemologia

A raiz territorial e política já nasce em nosso nome. A escrita "Da Quebrada Pro Mundo" ao invés de "para o mundo" é uma escolha racional e poética. "Para" seria o certo gramaticalmente — mas seria o certo para quem?. "Para!", é verbo imperativo. São os comandos que eles querem que a gente obedeça calado. Mas não, nós somos a língua viva do brasileiro, a poesia do "pra" que se desenvolve na lingua do povo, se movimenta, e é falado por todas as classes sociais. Nós conhecemos as regras que nos oprimem — gramaticais e sociais — e é exatamente contra elas que nós lutamos.

Write your awesome label here.